Jacques Derrida e a patologia de uma vida perdida

 

Jacques Derrida é o filósofo por excelência criador do termo desconstrução.

O que isso significa?

Significa pensar as coisas a partir de outros caminhos que aparentemente já estão estabelecidos e tidos como verdades instituídas. Mais do que isso Derrida propõe que sejam criados novos modos de sensibilizar o ser humano e seu sofrimento, a partir de diferentes referenciais que englobam tanto a fenomenologia, quanto a teoria literária, a teologia, a linguística, a história, antropologia, as artes visuais, a poesia e a psicanálise.
O filósofo judeu argelino, ao tomar contato com a literatura psicanalítica, problematiza o campo da prática clínica e suas referências, investigando inclusive a técnica desenvolvida por Freud e sua importância diante do aparecimento da modernidade. Seu diálogo com os psicanalistas propõe uma constante atualização do saber psicanalítico, com o objetivo de provocar novas rupturas diante do aparentemente irredutível dos sistemas de pensamento atuais. Isso também provoca toda a psicologia, inclusive a sua prática a ter de se movimento em busca de novos elementos.

Neste ponto, vemos o aparecimento de questões éticas que implicam repensar as relações humanas. Tal fato, remete a um percurso de experimentação por dentro daquilo que sobra, a pobreza e a miséria também como desejos da interpretação e do pensamento. Somente através de um olhar mais cuidadoso acerca dessas sobras será possível observar o ser humano após o massacre de certezas adquiridas pelos saberes de cunho metafísico.

O minicurso sera ministrado por Estevan de Negreiros Ketzer.
Estevan é Psicólogo (CRP 07/19032). Mestre e Doutor em Letras (PUCRS). Atua como psicólogo clínico, professor e escritor. Participa do grupo “Ética, contemporaneidade e desconstrução: críticas filosóficas da violência”, liderado pelo professor Ricardo Timm de Souza. Realizou estágio doutoral na Université de Strasbourg, coorientado pelo prof. Dr. Gerard Bensussan. Participou do “Centre de recherches en philosophie allemande et contemporaine” nesta mesma universidade.