O comitê desenvolve quatro eixos principais de reflexão acerca da relação entre psicologia e cultura. Eixo 1: De onde parte da pedagogia; Eixo 2: Os limites da representação e a escola francesa; Eixo 3: A interpretação diante da prática do psicólogo; e Eixo 4: a criatividade. Com essas breves exposições, teremos manancial para começar uma leitura conjunta a partir desses quatro referenciais.

Paulatinamente, o comitê começará a ler a cada encontro alguns capítulos da obra O Anti-Édipo, de Félix Guattari & Gilles Deleuze. Tais discussões margeiam os horizontes da responsabilidade, da ética, da estética e da ciência, ao aprofundarem o progressivo entrelaçamento destes tais sabres. Desenvolveremos um panorama tanto crítico quanto criativo em novas formas de intervenção sobre as psicopatologias.

Neste ponto, os participantes serão convidados a criarem também novos paradigmas de atuação, compreensão e integração de suas diferentes referencias teóricos de trabalho a partir das teorias aqui vislumbradas. Abordaremos as discussões da psicanálise, da teoria cognitivo comportamental e da linha humanista existencial diante das contribuições da esquizoanálise de Deleuze & Guattari e seus efeitos no pensamento contemporâneo. Aqui enxergamos de maneira mais ampla as obras de Deleuze, Foucault e Derrida, por trazerem aspectos renovadores, filosóficos e artísticos, para as múltiplas práticas dos profissionais envolvidos com a psicologia. Para a exposição de nossas atividades serão realizados eventos e a publicação de uma obra em conjunto com os membros do comitê.