A Psicologia Transpessoal foi oficializada em 1968, nos Estados Unidos, por Antony Sutich, VicktorFrankl, Stanislav Groff e James Fadiman.Esta abordagem concebe o ser humano dentro de uma visão multidimensional (composta pelos âmbitos físico, mental, emocional e espiritual), transdisciplinar e sistêmica (interdependência das partes). Enfatiza o reconhecimento da espiritualidade e das necessidades transcendentais como aspectos inerentes da natureza humana.

Trabalha com os Estados de Consciência e suas alterações, ampliações e aprofundamento. Reconhecea existência de diversas Cartografias da consciência, propostas por diferentes autores (Abraham Maslow, Carl G. Jung, Ken Wilber, Stanislav Grof, Pierre Weil, entre outros), abarcando a dimensão da espiritualidade.A experiência com os Estados Alterados de Consciência leva a pessoa a um conceito de vida mais amplo e integrador.Sua visão pode ser aplicada aos diferentes contextos: clínico, organizacional, educacional, institucional, social, dentre outros.

 Nesta perspectiva, o Comitê de Psicologia Transpessoal da SPRGS tem os seguintes objetivos:

– Oferecer um espaço de estudo e produção de conhecimento científico sobre a Psicologia Transpessoal;

– Promover eventos e divulgar a Psicologia Transpessoal;

– Estudar e dialogar com as diferentes vertentes da Psicologia Transpessoal;

– Evidenciar diferenças entre TerapiasHolísticas/Complementares e a Psicologia Transpessoal;

– Produzir conhecimento científico através de publicações em periódicos, livros, etc;

– Fazer um dossiê da história e memória da Psicologia Transpessoal no Brasil.

Coodenadora: Milena Nardini Bubols

Integrantes:

. Ana Maria dos Reis Josaphat
. Carla Pereira Durgante
. Graziele Bronzatti
. Leonor Terezinha Thomazoni
. Simone Moraes Almeida